4 coxas e 4 sobrecoxas de frango (separadas)
1 pacote de 500g de massa farfalle italiana
1 cabeça de alho picado
1 folha de louro
2 a 3 galhinhos de tomilho, de preferência fresco
2 colheres de sopa de margarina ou manteiga, sem sal
2 colheres de sopa de azeite puro de oliva
300 g de queijo parmesão ralado na hora
2 kg de tomates frescos maduros e firmes
sal
açúcar
pimenta-do-reino moída na hora.

 

Separe as coxas das sobrecoxas, fazendo os cortes pelas juntas, mantendo todos os pedaços com pele. Reserve. Numa frigideira ou panela antiaderente coloque juntos a manteiga e o azeite e frite os pedaços de frango até as peles das coxas ficarem levemente douradas. Neste ponto coloque na panela a cebola picada e deixe dourar ligeiramente. Agora coloque o alho picado e deixe fritar durante cerca de dois minutos. Não deixe o alho dourar. Junte à panela as folhas de louro, o ramo de tomilho, o tablete de caldo de frango, sal o quanto baste e a pimenta-do-reino moída na hora e em quantidade a gosto. Coloque na panela 1 copo da água e 2 copos de vinho branco seco de boa qualidade. Tampe e deixe em fogo baixo por 20 minutos, sem ferver, prolongando o cozimento, se necessário, até que a carne esteja macia, sem se desfazer. Escorra os pedaços de frango, retire as peles e descarte-as. Com dois garfos separe em nacos grandes nas coxas e sobrecoxas, eliminando completamente os ossos, os nervos das carnes e as veias internas das sobrecoxas. Passe o molho por uma panela e volte com ele e os nacos de frango limpos para uma panela menor. Reserve. Cozinhe o farfalle em uma panela grande, com bastante água e uma colher de sopa de óleo de soja, escorrendo quando a massa estiver ao dente. Não lave a massa. Reserve. Em uma panela grande coloque os tomates sem pele e sem sementes, 3 dentes de alho inteiros, sal a gosto e deixe cozinhar em fogo médio, até o molho estar apurado. Junte ao molho uma colher de sobremesa de açúcar. Reserve.

Obs: Neste ponto temos em mãos três panelas reservadas: os nacos de frango com molho de vinho e tomilho; o farfalle cozido; e o molho de tomates frescos. O ideal, nem sempre fácil de ser conseguido, é que as três "reservas" fiquem prontas ao mesmo tempo de forma que o prato possa ser finalizado nos pratos individuais que irão à mesa, com todas as "reservas" ainda bem quentes, sem necessitarem voltar ao fogo, evitando assim, ressecamento e cozimento além do ponto ideal. Finalização Em caso um dos pratos colocar uma quantidade suficiente de farfalle de forma a fazer um anel largo em volta de todo o prato, colocando sobre a mesa o molho de tomate bem quente. No centro do anel de massa, colocar três colheres de sopa dos nacos de frango com molho de vinho e tomilho. Decore cada prato com um raminho de tomilho fresco. Ofereça queijo parmesão ralado na hora.