0,5 kg de coxa e contra coxa de pato
0,1 kg de paio
1 cebola repicada
1 cenoura picada em brunoise
2 dentes de alho repicados
200 ml de vinho tinto seco
Alecrim
Folha de louro
120g de arroz agulhinha cozido ‘al dente’
Maria Gondó 
1 peito de pato
100 g de geléia de jabuticaba 
4 castanhas do Pará
Azeite de oliva extra virgem
Manteiga
Sal e Pimenta do reino moída na hora à gosto

Temperar as coxas e contra coxas de pato com sal, pimenta do reino e alecrim e deixar por 30 minutos.

Em uma panela, refogar a cebola e o alho e acrescentar as coxas e contra coxas de pato, deixando-as dourar de todos os lados. Quando estiverem douradas, acrescentar o paio, o louro e o vinho tinto. Cozinhar por 3 minutos. Acrescentar um pouco de água e deixar cozinhar em fogo brando por aproximadamente 1 hora. Coloque mais água caso ache necessário.

Quando o pato estiver cozido, retire-o do caldo e desfie. Coe o caldo do cozimento, fatie o paio e reserve ambos.

Em outra panela, derreter um pedaço pequeno de manteiga e acrescentar as cenouras em brunoise. Cozinhe em fogo brando por 2 minutos, pingando água se necessário. Acrescente o pato desfiado, o paio e um pouco do caldo de seu cozimento, cozinhe por mais dois minutos. Adicione o arroz pré cozido e termine de cozinha-lo no caldo do pato. Reserve.

Coloque umas duas colheres de sopa do caldo de cozimento do pato com a geléia de jabuticaba, de forma a obter a consistência de um molho.

Pique as folhas de maria-gondó e satei-as em azeite de oliva extra virgem. Reserve.

Salpique o peito de pato com um pouco de sal e pimenta do reino moída na hora e grelhe-os em uma frigideira com um fio de azeite, até que esteja no ponto desejado. Fatie-o. Coloque um pouco de arroz de pato em cada prato e sobre ele a maria-gondó e fatias do peito de pato grelhado. Rale 1 castanha do Pará sobre cada prato. Sirva com o molho de jabuticaba à parte.