40 a 50 lulas médias (Chiperones), bem limpinhas, sem pele nem pernas

Recheio:

300 gramas de patê de fígado (ver receita em entradas) de frango.
200 gramas de bacon, picado bem fino.
200 gramas de linguiça, picada bem fina.
l xícara de chá de azeitonas verdes, sem caroço, bem picadas.
1 pimentão verde, médio, limpo e sem semente bem picado.
2 xícaras de chá de amêndoas, torradas, moídas.
l cebola média, branca, bem picada.
4 raminhos de salsinha bem picada.
8 dentes de alho bem picados.

Caldo:

3 xícaras de avelã, torrada sem pele, moída.
2 tabletes de caldo de galinha.
l quilo de frango, em pedaços. De preferência asa, pé, pescoço, sobre, enfim pedaços com gordura.
Não incluir peito.
l cerveja grande (600ml.)
6 folhas de louro.
l colher de sopa de canela.
Pimenta do reino moída, à vontade.
Sal à vontade.
1/2 xícara de chá,de azeite de oliva.  

 

l) etapa: Fritamos todos os ingredientes começando pelo alho e o bacon, acrescentando na ordem a seguir, todos os componentes do recheio:
Depois do bacon bem fritinho colocamos a lingüiça, o pimentão, a cebola, as azeitonas e a salsinha, temperando com sal à gosto, até ficar bom para comer.
A seguir misturamos a amêndoa até ficar uma pasta bem uniforme.
Juntamos o patê, da mesma forma até ficar uma coisa só, acrescentando um pouco de pimenta do reino.
Reservamos para rechear a lula.

Numa panela em água fervente, mergulhamos uma escorredeira de macarrão com as lulas, apenas para escaldar, enrijecendo para poder rechear. Deixamos esfriar.
Preenchemos todas as lulas com a mistura acima, com cuidado, usando uma colher de chá, pequena, e fechando a lula com um palito, para não deixar sair o recheio.


2) etapa: Numa panela de barro (tipo capixaba) refogar o alho (3 dentes) com o azeite e sal, apenas amarelando. Colocar o frango e fritar acrescentando um pouco de água para não deixar grudar, mexendo sempre até conseguir caldo.
Acrescentar o caldo de galinha, previamente fervido em l litro de água.
Cozinhar tudo em fogo lento até engrossar o caldo.
Com a escumadeira retirar todo o frango que tiver sobrado, de preferência bem seco, até ficar só o caldo.
Experimentar, para começar a temperar, e acrescentar, o sal e a pimenta.

Jogar a avelã bem moída, dissolvendo pouco a pouco, mexendo sempre.
Deixar adquirir corpo, quando o sabor (da avelã) for dominante, acrescentar a cerveja pouco a pouco
evitando o choque térmico. Deixar ferver, em fogo lento, um pouco mais de meia hora, controlando para
não secar.
Acrescentar a canela, o louro e corrigir os temperos básicos, sal, pimenta, ect. E deixar em fogo lento,
ainda, até cozinhar e rechear a lula.


3) etapa: deitar as lulas recheadas, uma a uma até estarem todas mergulhadas, e deixar ferver, experimentando a consistência, até estarem macias, fechar o fogo, tampar a panela e deixar até parar de ferver, pois em panela de barro devera continuar fervendo por um bom tempo mesmo sem o fogo.
Obs. importante: as lulas, devem ser apenas escaldadas no começo, apenas para ficarem rígidas o suficiente para rechear, não se preocupar se ficar dura, pois acabará de cozinhar no caldo, já preparado.
Não espere que fique macia demais mesmo pronta, pois se passar virara uma borracha, isto é uma característica da lula.Bom para acompanhar, será um arroz de brócolis ou de polvo (ver receita neste setor.)