500g de farinha de sêmola de grão duro (importada)
750ml de leite
250g de manteiga sem sal
150g de queijo parmesão ralado
200g de espinafres cozidos
300ml de bechamel
100g de queijo gorgonzola

 

Colocar o leite para ferver. No início da fervura, colocar a manteiga e juntar a sêmola, cuidando para não deixar fazer grumos. Mexer sempre com colher de pau, cozinhar por 15 minutos até ficar com consistência bastante firme e após 15 minutos tirar do fogo e colocar numa panela fria. Juntar o queijo parmesão ralado e separar metade da sêmola para juntar o espinafre cozido previamente liquefeito no liquidificador. Teremos assim dois tipos de gnocchi, brancos e verdes.
Neste momento, colocar as duas porções de gnocchi em um tabuleiro (de preferência, uma assadeira) que caibam os dois volumes de gnocchi e, com a ajuda de uma espátula, alisar a massa até ficar numa espessura de 1,5 cm de altura. Após resfriado, cortar o gnocchi com a ajuda de um cortador. Pessoalmente uso um cortador em forma de meia lua, mas poderia até ser redondo, a gosto. Montar os gnocchis cortados em um prato que possa ir à salamandra para gratinar.
Preparar a bechamel tradicional (molho branco), juntando no final o queijo gorgonzola picado para poder amalgamar bem com a bechamel. Colocar o molho por cima dos gnocchis, levá-los até a salamandra (ou no forno, dependendo dos recursos) e gratinar, pulverizando um pouco de queijo parmesão. Intercalar um gnocchi branco e um verde para dar uma sensação cromática mais interessante. Desejando, poderá ser feito somente de uma cor, independentemente branco ou verde, a gosto.